30 de janeiro de 2008

um dia de cada vez ...

“Precisamos descobrir, que há um encanto nosso de cada dia que só poderá ser descoberto, à medida em que nos empenharmos em não reter a vida.

Viver é exercício de desprendimento. É aventura de deixar que o tempo leve o que é dele, e que fique só o necessário para continuarmos as novas descobertas.

Há uma beleza escondida nas passagens... Vida antiga que se desdobra em novidades, coisas velhas que se revestem de frescor.
Basta que retiremos os obstáculos da passagem e deixemos a vida seguir. Não há tristeza que mereça ser eterna; nem felicidade.
Talvez seja por isso que o verbo dividir nos ajude tanto no momento em que precisamos entender o sentimento da tristeza e da alegria. Eles só são suportáveis à medida em que os dividimos...

E enquanto dividimos, eles passam, assim como tudo precisa passar.
Não se prenda ao acontecimento que agora parece ser definitivo.”
Amar talvez seja isso: Ficar ao lado, mas sem possuir.
Viver também.
(Pe. Fábio de Melo)

Um comentário:

Duerme Negrito disse...

UM DIA DE CADA VEZ

Musica da vez =D
IT'S RAINING AGAIN
(Supertramp)
...
You're old enough
some people say
To read the signs and walk away
It's only time that heals the pain
And makes the sun come out again

... It's raining again
Oh no!